RECICLAGEM 

RECICLAGEM 

O setor de reciclagem vem crescendo rapidamente nas últimas décadas e esse boom se traduziu em benefícios sociais, ambientais e econômicos para a sociedade.

Quando se toca no assunto em Capão Bonito leia-se “ACAMAR” (Cooperativa de Reciclagem), que nos últimos anos passou por um profundo processo de reestruturação, é referência na região e já começa a colher os frutos de uma nova filosofia de trabalho.

Estratégica para o Meio Ambiente e metas de uma cidade que cada vez mais busca a sustentabilidade, a ACAMAR teve o apoio do poder público amplificado na gestão do prefeito Júlio Fernando (Podemos).

Segundo o gestor Cristiano Ferreira, a Reciclagem vem criando empregos preciosos no município, bem como possibilitando treinamentos para quem ainda via o setor de uma forma “marginalizada de trabalho”.

“Existem inúmeras indústrias locais, nacionais e internacionais que dependem de materiais recicláveis. Quando você opta por reciclar seus descartes, empregos são criados em: Coleta, processamento e preparação de materiais. Seus materiais descartados são recolhidos e levados para as instalações de processamento, onde são classificados e preparados para serem vendidos aos mercados; Fabricação de novos produtos a partir de materiais reciclados (manufatura). Seus recicláveis, então, vão para as fábricas que usam matérias-primas recicladas, como fábricas de papel, fundições de metal e fábricas de plástico. As instalações de compostagem transformam materiais descartados e restos de comida em valioso adubo do solo; Reutilização e remanufatura. Alguns descartes são classificados e consertados para serem usados novamente por recondicionadores de computador, brechós e depósitos de salvamento de automóveis”, explica Cristiano Ferreira, um dos principais articuladores da reestruturação da ACAMAR que a levou a um novo patamar.

Ou seja, dados levantados pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Capão Bonito mostram que a reciclagem, a reutilização e a remanufatura criam muito mais empregos do que enterrar ou queimar nossos descartes.

Na verdade, 86% do total de empregos com o gerenciamento de descartes vêm de atividades de reciclagem, embora reciclemos apenas cerca de um terço de nossos descartes.

O gerenciamento de resíduos sólidos é um processo altamente mecanizado que é realizado com uma quantidade modesta de mão de obra.

A reciclagem, por outro lado, pode exigir muito mais mão-de-obra. Envolve as atividades de coleta, classificação e processamento, bem como outras funções de apoio, como operações de instalações, vendas e suporte logístico. É o caso da ACAMAR de Capão Bonito.

Processo de Reciclagem – A reciclagem é um processo integrado que começa com a coleta de material reciclável nas residências de Capão Bonito.

Após a coleta, esses materiais recicláveis passam por um processo de triagem minucioso para separar vários materiais, bem como mercadorias de diferentes qualidades.

Para a reciclagem de plástico, papel, metal e vidro, os itens coletados passam por um rigoroso processo para serem utilizados como matéria-prima para a produção de novos bens.

Desde a coleta de materiais até sua venda, as empresas de reciclagem precisam de vários níveis de funcionários qualificados e semiqualificados para realizar trabalhos na indústria de reciclagem.

“A ACAMAR desempenha um papel significativo na construção da consciência social, fornecendo serviços de treinamento em reciclagem e elevando as notas ambientais do nosso município. É bom lembrar que se não fosse o trabalho da cooperativa nosso Aterro Sanitário já teria se saturado. A formalização desse setor em Capão Bonito ofereceu grandes oportunidades para melhorar as condições sanitárias, aumentar a recuperação de materiais e aliviar a pobreza nas cidades em desenvolvimento”, destacou o prefeito Júlio Fernando.

Reciclagem em Todo o Mundo – A ONU estima que as iniciativas de desenvolvimento sustentável podem criar 60 milhões de novos empregos, com a reciclagem sendo um dos oito setores-chave de crescimento.

Atualmente, cerca de 15 a 20 milhões de catadores ganham a vida com o lixo descartado. Esses trabalhadores enfrentam condições perigosas e são rejeitados pela sociedade, mas prestam serviços essenciais à comunidade e ao meio ambiente, reduzindo a poluição e as emissões de gases de efeito estufa dos resíduos.

A reciclagem gera empregos e impulsiona a economia sim e por isso o Governo Municipal intensificará ações incentivando que cada cidadão faça sua parte, separe o seu lixo reciclável e incentive seus amigos e vizinhos a fazerem o mesmo.

Visita a Fartura – Recentemente a diretoria da Acamar esteve conhecendo a Cooperativa de Catadores de Fartura, Coopera Fartura.

A visita foi para conhecer as ações e como é a forma de trabalho e remuneração dos catadores.

Os representantes de Capão Bonito foram recebidos pela presidente, pela representante da Prefeitura e pela técnica que dá suporte para os cooperados.

Fartura coleta em média 35 toneladas mensais de recicláveis.

A ACAMAR coleta cerca de 70 toneladas, atende a quase 47 mil habitantes, tem 36 cooperados, ou seja, praticamente o dobro da coleta de Fartura.

Por Wagner D´Antonio

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM

Vereador na ACAMAR

  Recebemos hoje o vereador Neto Tallarico na Cooperativa. Neto é autor da lei 4834/21, que institui no município um dia para destinação dos resíduos

Articulação regional!

Recebemos hoje os companheiros da Cooperativa de Ribeirão Grande, COOPMARI. Os Cooperados conheceram a ACAMAR e visualizaram a forma de trabalho e as ações realizadas.

Dia das mães

Agradecemos aos amigos, parceiros Cooperados da ACAMAR As mães que sem elas a ACAMAR não existiria. Sabemos que somos exigidos demais, porém é para nosso

IWrc Program Spotlight: ACAMAR

A ACAMAR (Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Capão Bonito) é uma cooperativa de reciclagem de resíduos no município de Capão Bonito, em São

Barra do Chapeu- SP

  Recebemos na tarde de quinta feira a visita do presidente da Câmara Municipal de Barra do Chapéu, vereador Valdo da Agricultura e do vereador